sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Próximos vereadores com salários de R$ 15 mil


Perto do fim da atual Legislatura Municipal, quando as atenções estão mais voltadas para as eleições do que aos atos da Câmara, 13 dos 17 vereadores de Campos aprovaram o aumento máximo, segundo o teto estipulado pela Constituição Federal, para os 25 que serão eleitos em outubro: dos R$ 9.288,03 de hoje, os que assumirem em 2013 passarão a receber R$ 15.031,76. No lugar dos 115% projetados aqui, pelo jornal virtual Terceira Via, que divulgou a notícia em primeira mão, o aumento real foi de 61,8%, mas ainda assim bem superior aos 5% concedidos ao servidores públicos municipal, aos 14% dados pelo Estado do Rio, ou do que o reajuste entre 15% a 45% que encerrou a greve em vários setores do funcionalismo federal.

Na sessão da Câmara da última terça, dia 28/08, os únicos vereadores que não participaram da aprovação unânime do aumento, foram aqueles que não estavam presentes: Papinha (PP), Vieira Reis (PRB), Ilsan Vianna (PDT) e Marcos Bacellar (PDT). Todos os demais votaram a favor de aumentarem o próprio salário, caso consigam se reeleger em outubro, ou dos seus sucessores. Segundo explicou o presidente do Legislativo, Nelson Nahim (PPL), o reajuste segue determinação constitucional, baseada em 60% dos ganhos de cada deputado estadual, para fixar o salário dos vereadores de municípios com mais de 400 mil habitantes, como é o caso de Campos. Todavia, diferente do alegado por Nahim, na Emenda Constitucional nº 25/2000, 60% é o limite do que poderia ser concedido aos edis, não a única alternativa por força de lei.

Na verdade, se quisessem, os vereadores poderiam não ter se dado nenhum aumento, ou pelo menos um percentual mais próximo aos 5% proposto pela prefeita Rosinha Garotinho (PR) aos demais servidores do município, com aprovação pela maioria da Câmara, em maio deste ano. Embora 0s quatro vereadores de oposição tenham protestado naquela ocasião, ao que parece, depois que três deles aprovaram o reajuste salarial para si próprios, a posição passada, em aparente defesa do funcionalismo, foi meramente política. Entre eles, Nahim ontem mesmo enviou a Resolução 8.315, responsável pelo aumento, para o Tribunal de Contas do Estado (TCE), do qual aguarda agora o parecer antes do final do ano, para fazer valer o novo salário dos veradores a partir de 2013.

Aqui, em seu blog, o médico e candidato do Psol à Prefeitura, Erik Schunk reproduziu a Resolução publicada no Diário Oficial de ontem. Para ele, os salários dos parlamentares para a próxima Legislatura são mais uma demonstração de “desprezo para com a população, principalmente com os servidores municipais, que conseguiram pouco mais de 5% de reajuste salarial e os do Governo Federal, cerca de 15% em três anos”. A resolução da Câmara Municipal de Campos nº 8.315, de 28 de agosto de 1012, foi reproduzida no facebook do candidato, sendo a notícia mais acessada da semana, com 128 compartilhamentos até o fim da tarde de hoje.

— Campos precisa conhecer para poder se indignar com esse tipo de comportamento dos políticos. Não é possível dar aumento desses para os próximos 25 vereadores (e alguns devem ser esses que votaram) enquanto os demais trabalhadores de dão por satisfeitos quando conseguem pelo menos a reposição da inflação — disse Schunk. Ele lembrou ainda que, na mesma sessão do dia 28, também foram fixados os subsídios do próximos prefeito e vice-prefeito, mas os valores não foram divulgados. “Serão que estão esperando a poeira baixar?” É bom lembrar, disse Erik, que o teto nacional para os ministros do Supremo e da presidenta da República é de R$ 26.726,13, sem os descontos.

Erik Schunk disse ainda que a lei que fixa os salários dos vereadores, prefeitos, deputados estaduais, federais e senadores precisa mudar, porque atualmente quando aumenta os valores no Congresso Nacional, ocorre um efeito cascata até às Câmaras Municipais. No entanto, argumenta: “a lei fala que subsídios dos vereadores devem ser fixados, no máximo, em até “x” por sobre o que recebe, por exemplo um deputado estadual a mesma sistemática vale do estadual em relação ao deputado federal e assim por diante. Só que as Câmaras e Assembleias usam sempre o máximo como parâmetro”.

— Eu fico indignado com a desfaçatez dos vereadores de auto reajustarem seus vencimentos em 61,8% e passarão a ganhar mais de R$ 15 mil por mês a partir do próximo ano. Acho que o Sindicato dos Servidores Municipais deveriam cobrar da Câmara uma posição porque esta mesma Câmara aprovou projeto de lei da prefeita fixando em 5% o aumento dos servidores da Prefeitura — desabafou Schunk.


Fonte: Folha da Manhã


Do Blog: E os Servidores Públicos Municipais em maio deste ano tiveram um "aumento" irrisório de 5,1%. Campos Formosa está voltando à era do coronelismo e a ditadura. Ou seja, tudo para os que estão na parte de cima da classe social e nada para os subalternos. Lamentável!


JUSTIÇA OBRIGA PREFEITURA DE CAMPOS A DEMITIR CONTRATADOS PELO REGIME REDA

O MM Juiz de Direito da 4ª Vara da Comarca de Campos dos Goytacazes, concedeu medida liminar suspendendo todos os contratados sob o regime do REDA e pagamentos sob pena de multa diária de CINCO MIL REAIS.

Com isto, pelo menos alguns cabos eleitorais regiamente pagos pela Poder Público Municipal estão SEM EMPREGO no Município de Campos.

Tudo objeto da Ação Popular, onde um cidadão SOZINHO conseguiu fazer o que a CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS não fez. 

Parabéns José Paes Neto! 

No blog Reflexões você encontra os termos da sentença. Confira.

Fonte: Fernando Leite & Outros Quintais


quinta-feira, 30 de agosto de 2012

O QUE SIGNIFICA ESTE RESULTADO DE HOJE NO TRE-RJ NA CANDIDATURA DA PREFEITA ROSINHA?



O QUE SIGNIFICA ESTE RESULTADO DO TRE-RJ HOJE, NA CANDIDATURA DA PREFEITA ROSINHA?

"Quer dizer que ela continua condenada por inelegibilidade por três, anos naquela ação em que foi condenada à duas semanas atrás, e que afeta o deferimento de sua candidatura. Ainda indeferida pela aplicação da lei da ficha limpa, ela pode concorrer até o julgamento final da impugnação feita pelo ministério público eleitoral de campos, que pode ser concluído até o final deste mês. Aí ela estará fora definitivamente, mas tem grandes chances de poder concorrer até a antevéspera da eleição, dia 05/10 e aí renunciar, pra ser substituída pelo MAURO no dia 06/10. Neste caso, quem será votada é ROSINHA, no número e na foto da urna, mas quem levará o voto será o MAURO ou quem for colocado pela coligação

Aí, já não poderemos mais gritar porque a propaganda eleitoral já estará proibida e a população será enganada, achando que estará votando nela. Será ou não será maquiavélico ??????? 

Porque isto??? 

Porque se ela for votada, e eventualmente ganhar, no primeiro ou no segundo turno, poderá não ser diplomada, e aí estarão fora do poder totalmente. Cá prá nós, acho que ele não vai correr este grande risco, concordam???"

JOSEGERALDO44

Fonte: Blog Na Curva do Rio


TRE mantém a condenação de Rosinha e Garotinho


Em julgamento dos embargos declaratórios na longa sessão de hoje, o plenário do Tribunal Regional Eleitoral manteve a condenação por uso indevido de meios de comunicação e abuso de poder na eleição de 2008.

O resultado já era esperado pelos advogados, porque nesse tipo de recurso não é comum mudança da sentença.

Na mesma sessão, o plenário do TRE rejeitou o recurso do Ministério Público Eleitoral e manteve o deferimento do registro do ex-prefeito Alexandre Mocaiber.

Fonte: Blog Na Curva do Rio


quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Parte das universidades do RJ continua em greve

Funcionários da UFF e UniRio decidiram não retomar as atividades.

Técnicos das universidades federais no Rio estão divididos. Parte encerrou a greve, seguindo o acordo assinado com o governo pela Fasubra (Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras), mas funcionários da UFF (Universidade Federal Fluminense) e UniRio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) decidiram não retomar as atividades. O retorno ao trabalho de técnicos não significa a retomada do calendário escolar em instituições como UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e na UFRRJ (Universidade Federal Rural), já que professores continuam com a paralisação.

Os técnicos da UFF decidiram, em assembleia nesta terça, pela manutenção da greve. Já na UniRio, a categoria aceitou o acordo com a Fasubra, mas manteve "greve interna em solidariedade" aos professores e alunos. O acordo de escalonar o reajuste em três anos de 15,8% desagradou a muitos. Paulo José Ferreira, coordenador do Sintur-RJ, sindicato da Rural defende que, mesmo com o fim do movimento, não tiveram resposta do governo.

— Voltamos ao trabalho para seguir a maioria. Mas minha posição é de que o acordo foi uma enganação. Não houve resposta por parte do governo; as reivindicações atendidas para reestruturar a carreira já constava do acordo assinado com a greve de 2005. Fechamos acordo no momento errado. Era melhor ter interrompido o movimento.

Os professores das federais do Rio têm assembleias marcadas ao longo da semana. Na sexta-feira, os professores da UFRJ se reúnem. É uma das universidades mais divididas. Na última assembleia, a manutenção da greve foi decidida com apenas 28 votos, num encontro que reuniu quase 600 professores.

Sem acordo

O Sinagências (Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais Reguladoras), que representa dez agências, como a de Anvisa (de Vigilância Sanitária), a ANS (de Saúde Suplementar) e a Antatel (de Telecomunicações), tentava ainda ontem uma reunião com o Ministério do Planejamento para rediscutir a tabela encaminhada pelo governo. Ricardo de Hollanda, diretor do Sinagências diz que o reajuste é insuficiente.

— O governo oferece 0,46% de reajuste no primeiro ano para analistas e especialistas, enquanto a inflação no período de quatro anos foi de 24%. Não tem como aceitar isso.

INSTITUIÇÕES FEDERAIS QUE ESTÃO EM GREVE NO RJ

Unirio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro)
UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro)
UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro)
CEFET-RJ (Centro Federal de Educação Tecnológica)
IFRJ (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro)
IFF (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense)
UFF(Universidade Federal Fluminense)
Colégio Pedro II

Fonte: R7


terça-feira, 28 de agosto de 2012

Servidores federais de 18 categorias decidem encerrar greve

Dezoito categorias de servidores ligados à Condsef (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Publico Federal) decidiram nesta terça-feira (28) aceitar a proposta de reposição de 15,8% escalonada em três anos, feita pelo governo, e encerrar a greve que já durava cerca de dois meses em todo o país.

De acordo com o coordenador-geral da entidade, Josemilton da Costa, a decisão foi tomada em uma plenária nacional realizada em Brasília e vale para as 18 categorias ligadas à entidade e que negociaram de forma unificada. O retorno ao trabalho deve acontecer na próxima segunda-feira (3).


Servidores do Judiciário em greve fazem manifestação em frente ao STF, em Brasília. Eles derrubaram as grades e chegaram perto do prédio do tribunal Lula Marques/Folhapress

"Consideramos o acordo uma vitória. No começo das negociações o que a gente tinha era zero, e agora, conseguimos os 15,8%. Precisamos aceitar este acordo para garantir também outras questões como a gratificação por desempenho", afirmou Costa.

Entre as categorias que aceitaram a proposta estão os servidores dos ministérios de Saúde, Previdência, Trabalho, Cultura, Agricultura, Justiça, Transportes, além dos órgão de Arquivo Nacional, Imprensa Nacional e Embratur.

As demais categorias de servidores, como fiscais agropecuários, servidores das agências reguladoras, agentes da Polícia Federal e funcionários do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), devem decidir ainda nesta semana se aceitam ou não a proposta do governo.

Governo não mudará proposta, diz ministra

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, disse que o governo não irá alterar a sua proposta. "Isso está definido (percentual de reajuste), e depende agora só da resposta dos servidores", disse a ministra a jornalistas nesta terça-feira.

O reajuste dos servidores deve fazer parte da proposta de Orçamento para 2013, que tem que ser enviado ao Congresso Nacional até o final da semana.

Os associados da confederação somam cerca de 800 mil, entre trabalhadores ativos, pensionistas e aposentados. Ao todo, a Condsef representa 80% dos servidores ativos do Executivo, mas algumas categorias estão negociando separadamente, a exemplo da formada por servidores do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária).

Durante a plenária, diversos delegados avaliaram o movimento como vitorioso, não pelas conquistas financeiras, com os 15,8% propostos pelo governo, mas pela dimensão da mobilização e pelo fortalecimento da integração das categorias, que reivindicaram de forma unificada as melhorias salariais.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL


RECURSO DE ARNALDO VIANNA COM O RELATOR

O RE nº 52437 do candidato Arnaldo Vianna foi encaminhado para o Gabinete do Desembargador Relator às 17.52h de hoje, 28/08/2012.

O prazo se encerrou no dia 23/08 e agora?

Fonte: Blog Reflexões


TRE RETIRA DA PAUTA O PROCESSO DA PREFEITA ROSINHA



A juíza Ana Teresa Basílio retirou os Embargos Declaratórios da prefeita Rosinha Garotinho da pauta. 

A previsão é que sejam julgados na próxima sessão. 

Fonte: blog da Suzy


segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Até terça para servidores aceitarem proposta de 15,8% em três anos

Governo calcula 80 mil servidores em greve e sindicados falam em 300 mil

O governo encerrou neste domingo (26/08) as rodadas de negociações com os servidores públicos federais em greve. O Ministério do Planejamento deu prazo até a próxima terça-feira (28/08) para que os representantes das categorias assinem os acordos concordando com o reajuste de 15,8%, dividido em três anos, proposto pelo governo.

As categorias que não concordarem ficarão sem aumento. Apesar de os trabalhadores saírem das negociações insatisfeitos com o percentual oferecido pelo governo, o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, disse estar confiante de que a maioria das categorias vai assinar o acordo.

 

“Encerramos esse longo processo de negociação. Vamos aguardar os retornos e estamos estruturando os projetos de lei daquelas categorias que estão aceitando fazer o acordo com o governo. Tivemos a sinalização de diversas categorias que vão topar”, disse Mendonça.

Desde março, quando foi iniciado o processo de negociação salarial, foram mais de 200 reuniões para discutir o reajuste dos servidores com mais de 31 entidades sindicais. Apenas neste final de semana foram realizadas 12 reuniões com representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), dos controladores de voo, da Associação Nacional dos Analistas e Especialistas em Infraestrutura (Aneinfra), trabalhadores da área de ciência e tecnologia e do Itamaraty.

No próximo dia 31 termina o prazo para o envio do Orçamento ao Congresso Nacional, com a previsão de gastos com a folha de pagamento dos servidores para 2013.

PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS TERÃO AUMENTO ENTRE 25% E 40%

Até o momento, só as negociações com a área da educação, segmento considerado estratégico e prioritário pelo governo, foram resolvidas. Apenas a Federação de Sindicatos de Professores de Instituições de Ensino Superior (Proifes), que representa a minoria dos docentes federais, e a Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (Fasubra), representante dos técnicos administrativos universitários, aceitaram a proposta do governo.


 

Para os professores universitários, a proposta acordada foi reajustes que variam entre 25% e 40%, nos próximos três anos, e redução do número de níveis de carreira de 17 para 13. A oferta terá custo de R$ 4,2 bilhões para a folha de pagamento.

No caso, dos servidores administrativos das universidades, o impacto do reajuste será de R$ 2,9 bilhões. O acordo prevê além do reajuste “parâmetro”, incentivos à titulação. Todas as propostas feitas pelo governo se aceitas, devem onerar em R$ 18,95 os gastos com pessoal no período de três anos. As ofertas prevêem reajustes de 15,8%, fracionados até 2015.

O Ministério do Planejamento estima que a greve envolva cerca de 80 mil servidores públicos federais. Em contrapartida, os sindicatos calculam que cerca de 350 mil funcionários aderiram ao movimento.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL


sábado, 25 de agosto de 2012

Greve: Sem acordo, servidores fazem contraproposta para reajustes até 2015.

Foto: "Tânia Rêgo/ABr"

Considerado um dia decisivo na negociação entre o governo e os servidores públicos federais, o sábado está chegando ao fim sem avanços. Até o começo da noite de hoje (25), todas as categorias que participaram de reuniões com o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, recusaram a proposta do governo de reajuste de 15,8%, escalonados até 2015.
Como era esperado, auditores e técnicos de fiscalização agropecuária e servidores de 22 carreiras do ciclo de gestão e trabalhadores ligados a Confederação dos Trabalhadores do Servuiço Público Federal (Condsef) não aceitaram a proposta. "Dificilmente essa proposta vai atender as categorias. Mas vamos levar às bases e trazer uma resposta até a terça-feira", disse o diretor executivo da Condsef, Pedro Armengol. Em contrapartida, a União das Carreiras de Estado (UCE) apresentou um contraproposta de reajuste de 25,9%, divididos em fatias anuais de 6%, 8% e 10% até 2015.
A possibilidade de acordo com os novos patamares foi considerada improvável por Mendonça, mas o assunto deve ser avaliado pelo governo e voltar a ser discutido na segunda-feira (27).
A UCE representa cerca de 50 mil servidores de carreiras estratégicas do funcionalismo federal, entre eles, do Banco Central, da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), da Receita Federal, do Ministério do Planejamento, do Tesouro Nacional, da Polícia Federal e da Superintendência de Seguros Privados (Susep) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).
A menos de semana do prazo limite para o envio da proposta do Orçamento de 2013, que deve conter a previsão de gastos com a folha de pagamento, o governo só fechou acordos com servidores federais da educação, que deflagraram a greve em meados de maio. A Federação de Sindicatos de Professores de Instituições de Ensino Superior (Proifes), que representa a minoria dos docentes federais, e a Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (Fasubra), representante dos técnicos administrativos universitários, aceitaram a proposta de 15,8% até 2015.
Mendonça ainda vai se reunir com servidores do Ministério do Meio Ambiente e de categorias ligadas ao Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (Sinagências). Amanhã (26), prazo limite definido pelo governo para o fim das negociações, haverá reuniões com representantes dos controladores de voo, analistas de infraestrutura e trabalhadores das áreas de saúde e seguridade.

Fonte: Agência Brasil


SITUAÇÃO ATUAL DA ROSINHA = ARNALDO VIANNA ELEIÇÕES PASSADAS.


Estou vendo que cada um está querendo puxar a sardinha para sua brasa...

Vamos nos ater a lei por favor! Ela está aqui e, é clara!

Qual era a situação da candidata Rosinha na data do registro da sua candidatura? 

O Presidente da República.

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei:

Art. 1° São inelegíveis:
I – para qualquer cargo:
d) os que tenham contra sua pessoa representação julgada procedente pela Justiça Eleitoral, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado, em processo de apuração de abuso do poder econômico ou político, para a eleição na qual concorrem ou tenham sido diplomados, bem como para as que se realizarem nos 8 (oito) anos seguintes;

V. art. 22, XIV, desta lei complementar, cujo prazo de inelegibilidade foi alterado pelo art. 2° da LC n° 135/2010. Súm.-TSE n° 19/2000 (editada antes da vigência da LC n° 135/2010): a contagem do prazo de inelegibilidade começa a partir da data da eleição em que se verificou.

Portanto, como podem observar a situação do REGISTRO DA CANDIDATURA de ROSINHA PERMANECE INDEFERIDA.

A AIME já havia sido julgada pelo TRE(órgão colegiado) e, ela havia sido condenada.

A brecha dos "ficha sujas" na Lei da Ficha Limpa, não foi utilizada, porque a candidata tinha liminar para permanecer no cargo de prefeita, MASSSSS.....

NÃO TINHA LIMINAR PARA SE CANDIDATAR.

E, CONTINUA NÃO TENDO!!!

Quero apenas estudar um recurso que o Ministro Ricardo Levandowski negou e que o Ministro Marcelo Ribeiro concedeu... mas, isso não altera em nada.

ROSINHA CONTINUA CONCORRENDO NA MESMA SITUAÇÃO DE ARNALDO VIANNA NAS ELEIÇÕES PASSADAS QUANDO OS VOTOS DELE NÃO FORAM COMPUTADOS. 

Mas, aí vou fazer outro estudo também, só que não diz respeito a candidatura, mas ao resultado das eleições. Este estudo é demorado e, somente se aplica se ela tiver mais de 60% de votos que serão NULOS efetivamente. 

ROSINHA CONTINUA COM REGISTRO INDEFERIDO!!!

Fonte: Blog Reflexões


sexta-feira, 24 de agosto de 2012

TSE DÁ RESULTADO FAVORÁVEL À PREFEITA ROSINHA


Prefeita obtém vitória no TSE

Acabou de ser julgada a AIME, no TSE, com decisão favorável à prefeita Rosinha Garotinho.

Portanto, um dos fundamentos da decisão de ontem cai por terra.

A confiança de ontem só aumentou. Em breve, maiores detalhes, pois no momento finalizo o recurso contra a decisão do TRE.

Fonte: Blog Francisco Pessanha



GREVE FEDERAL: Professores entregam contraproposta na Secretaria-Geral da Presidência da República.


Greve dos Professores: Um grupo de representantes do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN) foi recebido agora há pouco, no Palácio do Planalto, por funcionários da Secretaria-Geral da Presidência da República.
Eles vieram protocolar uma contraproposta dos professores e pedir a reabertura das negociações, encerradas desde o dia 03 de agosto pelo governo, que assinou acordo com o Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes), entidade que representa a minoria dos docentes. As entidades de classe que reúnem a maioria, o Andes-SN e o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe), rejeitaram a proposta governamental de reajuste de 20% a 45%.
Ontem (23/08), a presidenta do Andes-SN, Marinalva de Oliveira, também esteve no Ministério do Planejamento para protocolar a contraproposta e informou, na ocasião, que a categoria abre mão de aumento e dá preferência à reestruturação da carreira.


Em contraproposta, professores abrem mão de aumento e pedem reestruturação da carreira

Brasília - A presidenta do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), Marinalva de Oliveira, esteve ontem (23/08) no Ministério do Planejamento para protocolar uma contraproposta dos professores à pasta, apesar de o governo ter encerrado as negociações com a categoria desde o dia 3 de agosto, quando assinou acordo com o Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes). O Proifes representa a minoria dos docentes. As entidades de classe da maioria, o Andes-SN e o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe), rejeitaram a proposta governamental de reajuste de 20% a 45%.

De acordo com Marinalva de Oliveira, na contraproposta, os docentes abrem mão de aumento e dão preferência à reestruturação da carreira. O documento pede que, a cada degrau de progressão, os professores tenham ajuste de 4% - anteriormente, o percentual desejado era 5%. Segundo a presidenta do Andes-SN, a categoria também decidiu acatar o piso de início de carreira proposto pelo governo, de R$ 2 mil. "Antes, pleiteávamos R$ 2,5 mil, salário inicial considerado ideal pelo Dieese [Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos]".

Marinalva teve que entregar uma cópia da contraproposta ao setor de protocolo da Secretaria de Relações do Trabalho, já que nenhum representante do Ministério do Planejamento foi designado para recebê-la. Segundo a presidenta do Andes-SN, o mesmo ocorreu no Ministério da Educação. "Não conseguimos ser recebidos pelo ministro [Aloízio Mercadante]", disse.

Segundo a assessoria de comunicação do Planejamento, a negociação com os professores terminou e não será retomada. O secretário de Relações do Trabalho da pasta, Sérgio Mendonça, está reunido com categorias em greve e passará o dia envolvido com negociações. Ele recebeu a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) – cujos representantes não deram entrevista após o encontro – e agora está reunido com o comando nacional de greve da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Fonte: AGÊNCIA BRASIL


PT FAZ COLETIVA HOJE


A Coligação “Juntos por Campos” convida para coletiva de imprensa, nessa sexta-feira, 24, às 14:30h, na sede do PT, para informar à sociedade sobre os atos acontecidos recentemente envolvendo a caminhada com o Governador Sérgio Cabral e o Senador Lindberg Faria. Na oportunidade será apresentada a posição oficial da coligação.

Fonte: Assessoria PT

ATUALIZADO ÁS 16:52hs.
Caros amigos,

apesar da nossa caminhada ter sido agendada com antecedência, com prévia autorização, conforme determina a Justiça Eleitoral, ontem recebemos a notícia de que a candidata Rosinha Garotinho, do PR, marcou um evento no mesmo horário, na Praça São Salvador, onde terminaríamos o percurso.

Sendo assim, para evitar possíveis conflitos, prezando pelo bem estar de nossos candidatos, militantes e amigos, decidimos adiar a caminhada com o governador Sérgio Cabral e o senador Lindbergh para o próximo sábado, 01/09.

Agradecemos a compreensão e o apoio de todos! Contamos com vocês.

Fonte: Mackoul Mussalem, pelo Facebok



Mackhoul Moussalem adia a caminha que seria amanhã na Praça São Salvador

O candidato do PT a Prefeitura de Campos Mackhoul Moussalem informou ao blog que a senhora Dorita, secretária do governador Sérgio Cabral disse, que por questões de adaptação de agenda, o Governador do Estado do Rio de Janeiro Sérgio Cabral não virá à cidade neste sábado. 

A visita de Cabral foi remarcada para o próximo Sábado (01/09).


Fonte: Blog do Cláudio Andrade


O MASSACRE DE 1937 NA PRAÇA SÃO SALVADOR

No mês de agosto de 1937, há 75 anos atrás, ocorreu uma tragédia na Praça São Salvador com 13 mortos.
Nesse momento, pessoas que se dizem do "bem", podem estar colocando em riscos a vida de muitos indivíduos, cometendo novamente um ato insano.

Como foi amplamente divulgado pela imprensa, sábado terá a passeata e concentração do candidato a Prefeito Makhoul marcada na Praça São Salvador as 10 horas, mesmo horário e local divulgado de última hora pela Prefeita Rosinha.


Segue abaixo reportagem do site ururau publicada em 2011.


Carnificina, há 74 anos: Tiroteio matava 13 na Praça São Salvador

Passados menos de cinco minutos do discurso, iniciou-se o tumulto
Para muitos Integralistas os meses mais importantes são os de abril, por causa das Matinas de Abril e, em seguida, o mês de outubro por causa da data do lançamento do Manifesto de 07 de Outubro de 1932, porém, poucos sabem realmente, reverenciar também o mês de agosto, mais especificamente o dia 15 deste mês.

Em 1937 na cidade de Campos, o núcleo municipal da Acção Integralista Brasileira preparava mais um comício em sua região, militantes da AIB de diversos núcleos distritais e de outros municípios começaram a concentrar-se por volta das 10h nas imediações da sede municipal. Às 16h, centenas de milicianos já desfilavam pelas ruas centrais com suas camisas-verdes e bandeiras azuis. Aproximadamente às 17h, os soldados do sigma chegaram a praça São Salvador, no Centro de Campos dos Goytacazes.

Os milhares de integralistas presentes se concentravam em torno do palanque armado em frente à sede municipal para ouvir um dos primeiros oradores, o camisa-verde Sr. Celso Peçanha. Passados menos de cinco minutos do discurso, iniciou-se o tumulto com o próprio orador tendo seu microfone alvejado por uma saraivada de tiros proferida pelos policiais que se encontravam na praça, aonde se concentrou o intenso tiroteio. O ato de covardia resultou em diversos mortos e feridos, sendo chamado por muitos jornais da época de “Carnificina de Campos”.

O periódico “A Offensiva”, de 17/08/37, iria relatar este fato com uma matéria intitulada “Os comunistas praticam um bárbaro massacre na cidade de Campos”. O jornal relatou o papel heróico dos chefes integralistas, que apesar de correrem perigo de vida se arriscaram para socorrer os feridos que se encontravam estirados no chão e transportar os sobreviventes para os hospitais.

Estes acontecimentos influenciariam, posteriormente, a Acção Integralista Brasileira em todo o Brasil, pois, uma resolução do Chefe Nacional Plínio Salgado determinou que temporariamente a utilização do uniforme e insígnia do movimento estaria proibida, devido a infiltração de militantes comunistas durante as manifestações para cometer atos violentos e assim denegrir a imagem da AIB perante o povo brasileiro. O boletim “Bandeira do Sigma” saúda os mártires que tombaram em Campos do Goytacazes, os camisas-verdes Sr. Amaro Miranda, Jose Antenor de Paula Barreto e Amaro Tavares, com três vibrantes Anauês!

A confusão do tiroteio, resultou em 13 mortos e em centenas de feridos. Três dias depois, interditaram temporariamente o porte de camisas verdes e dos distintivos integralistas, a fim de evitar as "provocações comunistas".

Entre os mortos, a Srª Alcinda, esposa do então vereador Jorge Pereira Pinto e mãe de Carlos Alberto, Jorge Renato, Antonio Carlos e Maria Lúcia."


Fonte: Blog Fernando Leite & Outros Quintais


CLARISSA GAROTINHO: ZVEITER DO TRE É PILANTRA E PICARETA!

 

A deputada estadual Clarissa Garotinho desabafou com a decisão do TRE que indeferiu o registro da candidata à prefeita em Campos, Rosinha Garotinho. Clarissa chamou o presidente do TRE de pilantra e picareta.

“Quem está por trás disto é o Sérgio Cabral e a sua turma. Hoje o prefeito Eduardo Paes aqui no Rio usa o símbolo das Olimpíadas quebrando todos os protocolos e nada acontece, mas a prefeita porque deu uma simples entrevista, há quatro anos recebe uma punição desta. Todos sabem quem está por trás disto, além de Cabral, vocês sabem que está o Picciani, Paulo Mello, presidente desta casa, que se enriqueceram na política, junto do presidente do TRE-RJ, o pilantra, picareta, Luiz Zveiter, que fraudou um concurso público para favorecer sua amante. Estão passando por cima da lei, o TRE-RJ está totalmente politizado. A influência do poder executivo sobre o judiciário e sobre o legislativo e sobre a imprensa em nosso estado é enorme. Vim aqui manifestar minha indignação, mas dizer que recorreremos em Brasília e vamos virar este jogo. O que está sendo feito é um absurdo”.

Fonte: Blog Ralfe Reis


quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Garotinho diz que Rosinha está convocando comício da verdade para sábado, mesmo dia e hora, de evento de Mackoul


Em seu blog o deputado disse que Rosinha está convocando seus partidários para um comício na Praça São Salvador, às 10h do próximo sábado. O blog diz ainda que Rosinha atribui a decisão do TRE a pressões do PT e do PMDB, principalmente do governador Sérgio Cabral. "Ela está gravando neste momento um texto convocando o povo para o Comício da Verdade". 

Bom lembrar que a campanha do candidato de Mackoul está convocando para o mesmo dia, sábado, também para o centro, e na mesma hora, às 10 horas, uma caminhada com a presença do governador Sérgio Cabral (PMDB) e do senador Lindberg Farias (PT), além do vice-governador Pezão, do presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Paulo Mello e dos deputados estaduais João Peixoto (PSDC) e Roberto Henriques (PSD).

TRE-RJ julga registros de candidatura de Rosinha Garotinho e Mirinho Braga




O TRE-RJ negou o registro de candidatura da prefeita de Campos dos Goytacazes, Rosinha Garotinho (PR), com base na Lei Complementar 135, a Lei da Ficha Limpa. Contra Rosinha pesam duas decisões colegiadas, proferidas no próprio TRE-RJ. Por isso, o Tribunal a considerou inelegível para as eleições deste ano. Na mesma sessão desta quinta-feira, dia 23, a candidatura de Mirinho Braga (PDT) a prefeito de Armação dos Búzios foi deferida. A Corte entendeu que a decisão que havia desaprovado as contas da gestão do prefeito fora modificada pela Câmara de Vereadores, o que permite a candidatura dele à reeleição.

Fonte: TRE-RJ


quarta-feira, 22 de agosto de 2012

GREVE FEDERAL: JÁ SÃO TRÊS MESES E SEM DATA PARA O FIM

Governo anuncia corte do ponto de 11,4 mil servidores em greve.
Eles terão desconto no salário a ser pago em setembro, segundo ministério.
Para o governo, há 70 mil servidores em greve; para sindicatos, 350 mil.


O Ministério do Planejamento divulgou na noite desta terça (21) o corte do ponto de 11.495 servidores públicos federais em greve.

De acordo com o ministério, eles sofrerão o desconto dos dias parados no salário de agosto, a ser pago a partir de 1º de setembro. Na folha salarial de julho (pagamento em agosto), os descontos atingiram 1.972 grevistas, segundo informou o ministério.

De acordo com a assessoria do Planejamento, o corte do ponto de professores universitários que aderiram à greve será decidido pelas direções das universidades federais, que têm autonomia para isso.

O governo estima em 70 mil o número de servidores em greve. Segundo os sindicatos das categorias em greve, 350 mil servidores federais paralisaram as atividades em todo o país.

De acordo com o Ministério do Planejamento, há 582,4 mil servidores ativos no Poder Executivo.

Negociações
Das nove reuniões de negociação com representantes de categorias de servidores federais previstas para esta terça-feira no Ministério do Planejamento, quatro foram mantidas na agenda do secretário de Relações do Trabalho da pasta, Sérgio Mendonça.

A primeira, com funcionários do Hospital das Forças Armadas (HFA), terminou sem acordo após o governo apresentar a proposta de 15,8% de reajuste dividido em três anos, a mesma oferta que vem fazendo a todas as categorias.

Segundo Josemilton Costa, secretário-geral da Condsef – entidade que representa os cerca de mil funcionários do HFA, a proposta do governo "não atende à demanda dos servidores, já que nem repõe a inflação nem reestrutura a carreira”.

Por meio de sua assessoria, o Ministério do Planejamento afirmou que o reajuste de 15,8% dividido em três anos é o "limite" que o governo tem a oferecer.

Mendonça também negociaria com agentes penitenciários, com a Associação Nacional dos Técnicos de Fiscalização Agropecuário (Anteffa) e com a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguro Social (CNTSS).

Devido ao atraso das demais reuniões, acabou sendo adiada para esta quinta-feira (23) a conversa com a Federação Nacional dos Policiais Federal (Fenapf).

Insatisfeita com a proposta do Planejamento, a entidade que representa agentes, escrivães e papiloscopistas adotou operação-padrão na semana passada e fez com que a Advocacia-Geral da União entrasse na Justiça contra a medida.

O Superior Tribunal de Justiça deferiu o pedido do governo e proibiu operações-padrão em todos os aeroportos, portos e fronteiras do país sob pena de multa diária de R$ 200 mil.

Outra reunião que acabou sendo adiada para esta quarta-feira (22) foi a do Sindicato Nacional dos Servidores do Ministério das Relações Exteriores.

Por meio de nota, a entidade informou que convocou para esta quarta uma greve dos funcionários do Itamaraty como forma de protesto pelo fato de a reunião com a categoria não ter ocorrido.

Greve "trava" ano letivo, mas não afeta vestibulares de universidades federais.
Matrículas do 2º semestre estão suspensas e calendário pode ir até 2013.

 

Salas vazias, matrículas do segundo semestre suspensas, indefinição sobre quando as aulas vão voltar e, principalmente, quando o ano letivo vai terminar. A greve dos professores das universidades federais completou três meses na sexta-feira (17). Na maioria das unidades, as matrículas do segundo semestre ainda não foram feitas, e a previsão do Ministério da Educação é que o ano letivo siga até fevereiro de 2013 em várias instituições.

As universidades garantem, no entanto, que os processos seletivos para a entrada de novos alunos no ano que vem não vão sofrer alterações. A maioria usa o Sistema Nacional de Seleção Unificada (Sisu), como processo seletivo, com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será no início de novembro. Outras fazem um processo misto, com algumas vagas do Sisu e outras pelo vestibular próprio da instituição.


Rio de Janeiro

A assessoria de imprensa da Universidade Federal Fluminense (UFF), que aderiu à paralisação em 22 de maio, afirmou que a reposição dos dias de aulas perdidos --até agora, são 36-- só será definida após o encerramento do movimento grevista. Para o vestibular 2013, a UFF vai oferecer todas as suas vagas pelo Sisu, que não deve ter o cronograma alternado. No entanto, apesar de matriculados no primeiro semestre, os estudantes aprovados só devem iniciar o ano letivo de 2013 em maio.

Na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) o calendário será reformulado para atender aos 200 dias letivos exigidos pela Lei de Diretrizes Básicas. Haverá um intervalo de 15 dias entre os períodos. O calendário também só será aprovado após o fim da greve. As matrículas para o segundo semestre já foram efetuadas no início do ano pelo Sisu, já que a universidade adotou o Enem como avaliação de ingresso. As vagas oferecidas para o vestibular 2013 não serão alteradas.

Na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a greve continua e não há previsão para definição do calendário letivo. O processo seletivo será feito pelo Sisu, com as notas do Enem.



terça-feira, 21 de agosto de 2012

Filho de colunista é preso suspeito de ter ateado fogo na mãe


Jovem será encaminhado à Cadeia Pública e ficará à disposição da Justiça

Após tomar vários depoimentos a Polícia Civil decidiu manter detido o filho da colunista Maria Ester Balbi, por tentativa de homicídio na forma da Lei 11.340. O filho é suspeito de atear fogo na própria mãe. 

De acordo com o delegado Rodrigo Maia, inicialmente o caso chegou a ser tratado como um acidente doméstico, mas o depoimento de Luiz Fernando Balbi, 30 anos, foi contraditório ao do socorrista e da médica do Programa Emergência em Casa, que atendeu a jornalista.

 

“Ele (suspeito) alegou que estava limpando o curativo da vítima para colocação de um cateter e fumando, quando o cigarro teria caído e ocorrido o acidente. Porém, a médica e o socorrista disseram que a própria mãe, durante atendimento, relatou que ele é que teria ateado fogo. As queimaduras”, disse o Rodrigo Maia, acrescentando que outro fato que chamou a atenção da polícia foi o do suspeito se recusado a acompanhar a vítima até o Hospital Ferreira Machado (HFM) chegando a dizer que “pode deixá-la morrer aqui e em seguida jogou os remédios da mãe no interior da ambulância”, completou o delegado. 

 

Ainda de acordo com o delegado, Maria Ester sofreu queimaduras de 1°, 2° e 3°, inclusive na parte da cabeça e tórax. Disse também que há relatos de brigas constantes entre os dois, apesar de não haver registro de agressão junto à polícia. A polícia pede que qualquer vizinho que tenha informações que possam ajudar na investigação que denuncie através do telefone (22) 2724-1580.

Luiz Fernando permanece na carceragem da 134ª Delegacia de Polícia, mas será transferido nesta quarta-feira (22/08) para Cadeia Pública de Campos, onde ficará à disposição da Justiça. Se condenado, ele pode pegar até 30 anos de prisão.

 

RESIDÊNCIA PERICIADA

Por volta das 20h30, perítos do Posto Regional da Polícia Técnico-Ciêntica (PRTC, da Polícia Civil, foi até a casa de Maria Ester com o filho dela. Durante pérícia realizada no imóvel, os agentes constataram que o caso aconteceu no quarto, sobre a cama, porém existem marcas como se alguém tivesse caminhado até o banheiro.

No quarto foram encontrados medicamentos e dois frascos de álcool. Já no banheiro a perícia encontrou uma caixa de fósforos.O laudo técnico deve ficar pronto nos próximos 15 dias. 


Fonte: URURAU.com.br


Colunista Maria Ester em estado grave

Colunista social sofreu queimaduras em 60% do corpo


Maria Ester Balbi está em estado grave no Hospital Geral Dr. Beda. Filho da vítima foi levado para delegacia para prestar esclarecimentos

"A colunista social Maria Ester Balbi sofreu queimaduras de terceiro grau em 60% do corpo, na tarde de terça-feira (21 de agosto). A vítima foi socorrida e levada primeiramente para o Hospital Ferreira Machado, em Campos. Em seguida, ela foi removida para o Hospital Geral Dr. Beda devido à extensão das queimaduras, e lá permanece internada em estado grave.

Maria Ester sofreu queimaduras em casa, na Rua Marcílio Martins, no IPS, quando estava sozinha com o filho, Luiz Fernando Balbi, 30 anos.

O filho contou à imprensa que Maria Ester fazia tratamento de hemodiálise. Ele limpava com álcool o catéter que estava na mãe quando o líquido bateu em um cinzeiro e começaram as chamas. O colchão em que Maria Ester estava ficou destruido.

A Polícia investiga o caso na delegacia do Centro de Campos. O delegado adjunto Rodrigo Maia investiga se foi acidente ou tentativa de homicídio. "Como a vítima está insconsciente, eu vou ouvir o depoimento da médica que a atendeu no hospital e depois disso, talvez, eu tenha uma linha de investigação definida", disse o delegado.


A vitima trabalha no jornal O Diário onde escreve uma coluna social semanal. Ela estava afastada do jornal para apoiar o filho, Luis Fernando Balbi, que esteve internado no Hospital São José do Avaí, em Itaperuna".

Fonte: JORNAL TERCEIRA VIA


Cepop Apuração: Boi Brasil e Boi Chamego são os campeões


O Boi Brasil, do Novo Jóquei, foi o grande campeão do Grupo Especial nos desfiles da Semana do Folclore, evento ocorrido neste final de semana no Centro de Eventos Populares Osório Peixoto (Cepop). A apuração dos bois pintadinhos e das quadrilhas juninas que participaram do I Arraial do Cepop aconteceu nesta terça-feira (21). O boi vencedor conquistou 88,8 pontos.

A agremiação conquistou a vitória com o enredo Folclore Nordestino. “Há 52 anos, estamos à frente do Boi Brasil e somos os primeiros a vencer na categoria folclore”, disse, emocionada, a presidente agremiação, Nilce Maria. Em segundo lugar, ficou o Boi K-brunco, com 88,5 dos pontos e, em terceiro, Boi Beira-Rio, com 86,6 pontos.



Na apuração dos bois pintadinhos do Grupo de Acesso, o Boi Chamego fez 81,1 pontos e levou a melhor, faturando o primeiro lugar. Em segundo, ficou o Boi Sacudo, com 80,0 pontos e, em terceiro, Boi Ferrão, com 79,8 dos pontos. “A notícia foi a melhor possível, pois minha história foi contada na avenida. Estou muito feliz”, comemora o ator, bailarino e dançarino Dudu Guedes, homenageado pelo boi Chamego.


No concurso de quadrilhas, realizado no I Arraial do Cepop, venceu o grupo Estrela Dalva, de Santa Cruz, com o tema “Junto e Misturado”. “ Estou feliz da vida com a vitória diante de nossa luta. Ano que vem, será melhor ainda”, disse a diretora da quadrilha, Neguinha.

Em segundo, ficou o Arraiá Vem Cá e, em terceiro, empate entre as quadrilhas Negas Babadeiras, do Parque São Mateus; e Arrocha, de Conceição do Imbé. O primeiro colocado das quadrilhas receberá a quantia de R$ 3 mil reais; o segundo, R$ 2 mil e o terceiro, R$ 1 mil.



Carreta tomba e derrama óleo em afluente do Rio Paraíba do Sul


Fiscais do Inea estão no local monitorando o acidente

Uma carreta carregada com aproximadamente 46 mil litros de óleo diesel tombou, no início da noite desta segunda-feira (20/08), no km 26 da BR 116, em Sapucaia, no Sul Fluminense. Segundo informações do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), aproximadamente cinco mil litros de óleo atingiram o Rio São Francisco, afluente do Rio Paraíba do Sul. O superintendente do Inea em Campos, Renê Justen, informou que fiscais do órgão estão no local acompanhando todo o acidente.

René mencionou ainda que, os três municípios da Região Noroeste Fluminense, que ficaram mais vulneráveis pelo derramamento do combustível, não terão seus abastecimentos de água interrompidos. São eles: Cambuci, Itaocara e São Fidélis.

 

“Nós estamos acompanhando o acidente desde segunda-feira. Por enquanto não temos motivos para suspender o abastecimento de água nessas cidades. Também já entramos em contato com a empresa que abastece esses municípios, a Cedae, e a mesma, está de prontidão para qualquer eventualidade”, ressaltou o superintendente do Inea revelando que a equipe do órgão conseguiu recuperar 40 mil litros de óleo, por meio de transbordo. 

“O que nos preocupa nesse momento é o Rio São Francisco, já que o combustível foi derramado diretamente nele. Mas, até o momento, não temos informações de mortandade de peixes e plantas do local”, concluiu René Justen.

O caminhão Bi-Trem, de carga dupla, abasteceria postos no município de Itaperuna, no Noroeste Fluminense. O motorista José Marcos Benites ficou ferido e foi encaminhado a um hospital da região de Sapucaia.


Fonte: URURAU.com.br